Empreendedorismo

O que fazer antes de começar um negócio próprio?

O que fazer antes de começar um negócio?

Esta é uma pergunta que todo aspirante a empreendedor deveria ser capaz de responder.

Começar um negócio é uma tarefa não tão fácil, arriscada e dolorosa, sendo que maior parte dos negócios falham nos primeiros dois anos em operação, poucos sobrevivem por cinco anos, e uma quantidade muito pequena se mantém ativa por mais de 10 anos.

O que fazer antes de começar um negócio?

Esta é uma pergunta que todo aspirante a empreendedor deveria ser capaz de responder.

Começar um negócio é uma tarefa não tão fácil, arriscada e dolorosa, sendo que maior parte dos negócios falham nos primeiros dois anos em operação, poucos sobrevivem por cinco anos, e uma quantidade muito pequena se mantém ativa por mais de 10 anos.

E o principal motivo pelo qual maior parte dos negócios falha é o empreendedor, acompanhado de planeamento precário, fraca liderança, lançamento de um produto/serviço indiferente ao mercado(cópia de outros).

Resolvi escrever este artigo porque ao longo das tentativas de criação de novos negócios fui me deparando com algumas dificuldades como:

  • Falta de tempo, devido a uma gestão de tempo precária;
  • Excesso de contas por pagar;
  • E a universidade, que também me dificultou bastante sendo que 70% das minhas horas de trabalho eram dedicadas a escola;

Deixando as estatísticas de lado, e os meus fracassos como empreendedor, aqui estão 11 coisas a serem feitas antes de começar um negócio, estas são as ideias que te auxiliarão no processo de se tornar um empreendedor de sucesso.

Nossa maior fraqueza está em desistir. A maneira mais certa e eficaz de alcançar o sucesso é sempre tentar apenas mais uma vez. — Thomas Edison

1 — Construa o seu próprio lar

Ter o seu próprio lar, é uma das principais decisões a serem tomadas antes de começar um negócio, e é uma decisão que geralmente se toma na idade adulta, não é fácil finalmente decidir sair da casa da mamã.

Como empreendedor , é meio complicado ter de dar atenção a um cliente e em seguida ter de limpar o chão, ou lavar a loiça porque a mamã mandou.

Ter o seu próprio lar trará a possibilidade de se organizar, não só no campo físico mas como também no campo mental e espiritual… Se a tua situação for igual a minha, com 4 irmãos em casa, é bem provável que o barulho diminua… Menos barulho significa mais concentração, menos distração e mais foco no planeamento do negócio.

Apesar de existirem diversos empreendedores que conseguem de forma bem sucedida gerir os seus negócios enquanto vivem num quarto em casa dos pais, será mais conveniente para si, para o seu negócio, e para os seus clientes se forem recebidos em tua própria residência, que pode ser alugada ou comprada, sendo que tendo o teu próprio “espaço” estarás a passar uma impressão mais profissional, segura e madura.

Caso sair da casa dos seus pais não seja uma opção, considere alugar um escritório que fique no mínimo a 6 quilómetro de distância dos teus aposentos, desta forma você consegue evitar ter de sair correndo sempre que a mamã precisar de alguém para ir ao mercado comprar o almoço.

2 — leia, bastante

Se encontrarmos um homem de intelecto raro, devemos perguntar a ele quais livros ele lê” — Ralph Waldo Emerson

Esta é uma das atividades indispensáveis que todo aspirante e futuro empreendedor deve praticar, antes, no decorrer, e depois do lançamento do seu negócio.

Apesar dos benefícios da leitura serem amplamente conhecidos, antes de começar um negócio, nada é mais importante do que saber o que é um negócio e como um negócio funciona, e a melhor forma e mais produtiva de aprender é através de livros, principalmente livros de auto-ajuda, empreendedorismo, administração, finanças e economia… Livros sobre marketing e vendas também são bastante importantes.

Uma leitura indispensável e obrigatória é o livro “Pai Rico, Pai Pobre” de Robert Kiyosaki, este livro simplesmente despertou em mim a faísca do empreendedorismo e a vontade de sair da roda dos ratos e obter independência financeira.

Segunda leitura indispensável é sem sombras de dúvidas “o mito do empreendedor”, e dependendo do negócio que você pretende dar início, o livro “a startup enxuta” é outro excelente livro para aprender sobre negócios, produto mínimo viável (MVP), dinâmica de testes e como se comportar perante investidores.

Livros são bastante importantes, através deles o empreendedor é submetido a ideias, opiniões, estratégias de outros empreendedores… Tem se dito que o sucesso deixa rastros e a melhor trilha está escondida nos livros, ou seja nem está escondida, tu só precisas de ler.

3 — escreva um plano de negócio

Existe uma grande discussão entre empreendedores sobre a importância ou não importância de um plano de negócios.

Barbara corcoran acredita que para que um negócio seja bem sucedido não é necessário ter um plano de negócios, tudo depende do empreendedor, da sua perseverança, da sua vontade de colocar a mão na massa e escalar o negócio de forma exponencial.

Por outro lado, Patrick Bet-David acredita que o plano de negócios foi crucial para o seu sucesso na indústria de finanças.

Escrever um plano de negócio pode ser uma atividade demorada, entediante e bastante complexa, sendo que vários detalhes pontos e sub-pontos devem ser revistos e revisados.

A partir do momento que você pressiona imprimir, e envia o plano de negócio a possíveis investidores, o mesmo já estará desatualizado.

Antes de analisarmos os prós e os contras, devemos primeiro saber o que é um plano de negócio e para quê serve o mesmo.

Segundo o The Balance “Um plano de negócios é um documento que resume os objetivos operacionais e financeiros de uma empresa, e contém os planos detalhados e os orçamentos que mostram como os objetivos devem ser realizados. É o roteiro para o sucesso do seu negócio. Para quem inicia um negócio, é um primeiro passo vital.”

O Plano de negócios é um documento que descreve o que você planeia fazer e como planeia fazer.

Já agora você pode perguntar “o que encontramos num plano de negócios?” ou ainda como elaborar um plano de negócios?

Bem, em palavras simples o plano de negócios descreve as metas da empresa, as estratégias a serem utilizadas para dominar o mercadoplano de marketing, fluxo de caixacapital inicial necessário para dar início e manter a empresa até que se torne lucrativa.

Se você estiver interessado em saber detalhadamente sobre como elaborar um plano de negócios, deixe um comentário abaixo que escrevo um artigo só sobre isso 😉.

4 — Desenhe um modelo de negócios

seguindo a mesma lógica de raciocínio sobre o plano de negócios, um modelo de negócio é uma ferramenta que descreve como o seu negócio gera receitas e entrega valor ao consumidor a um custo apropriado.

A principal diferença entre “plano de negócio” e “modelo de negócio” é que, o modelo de negócio é o mecanismo pelo qual a empresa gera lucro, enquanto que o plano de negócio é o documento que apresenta as estratégias da empresa e a performance financeira que se espera.

O modelo de negócio é bem mais simples de se desenvolver, use esse modelo aqui criado pelo meu amigo Mauro Yange e comece a desenvolver o seu modelo de negócio.

5 — Se livre de toda e qualquer dívida

“O homem que nunca tem dinheiro suficiente para pagar as suas dívidas tem muito de outra coisa.” — James Lendall Basford

Dívidas são como facas de dois gumes, se não forem manuseadas com cuidado podem acabar por ferir a ti e a pessoa a quem deves.

“Antes de pedir dinheiro emprestado a um amigo, decida quem você mais precisa.”

Dependo da quantia devida, considere quitar esta mesma dívida antes de começar o seu negócio, não só por uma questão de ética profissional, mas também pelo facto de que, estar livre de dívidas trás uma sensação de alívio e liberdade maior e paz interior, e sentido-se mais livre você poderá focar mais no seu negócio, e de certeza que você não vai querer que todos os dias batam a porta do seu escritório e o assunto seja sempre aquela dívida que você não pagou.

6 — Faça uma pesquisa de mercado

Procure saber quais empresas estão quentes, quais estão frias, quais estratégias estão funcionando, quais não funcionam, quais são as novas tendências.

7 — Informe-se sobre questões legais na sua localidade

Vá até o guichê único de empresa e recolha informações sobre procedimentos, documentos necessários para a abertura ou legalização do negócio.

8 — Descubra o seu “porquê?”

Muitos são os motivos que nos levam a construir um negócio, quanto mais forte for o seu porquê, quanto mais forte for o motivo que lhe fez iniciar essa jornada, mais forças você terá para continuar com o negócio e poderá até perpetuar o seu império.

Para ajudar a descobrir o seu porquê, recomendo que leia o livro “Comece pelo porquê” de Simon Sinek.

9 — Faça networking e conheça outros empreendedores

Participe em eventos locais e procure se conectar a outros empreendedores, de sucesso ou não, procure aprender com todos.

Sempre que posso, participo em eventos organizados pelo KiandaHub que são super interessantes e bastante excitantes.

Sempre que participo no “Startup Dojo”, um dos eventos mais recorrentes do KiandaHub, me entusiasmo com as ideias lá apresentadas, conheço empreendedores novos e aproveito as oportunidades que surgem para enriquecer o meu conhecimento.

Outra grande companhia que organiza eventos ligados a empreendedorismo e startups é a BantuMakers, famosa pelo ciclo de eventos com o nome “Conversas startup” que acontecem seguindo o calendário definido pela BantuMakers que pode ser encontrado no seu website.

10 — Se prepare para tudo e qualquer coisa

O empreendedor deve estar preparado para tudo e qualquer coisa que acontecer com o negócio, segundo estatísticas e o Patrick Bet-David se algo tiver de dar errado será nos 2 primeiros anos de vida do negócio, e uma das formas de se preparar para tudo e qualquer coisa é seguindo o conselho da dica número 11.

11 — Crie uma estratégia de saída caso as coisas deem errado.

Bom,

Essas foram as 11 dicas que acredito que se forem implementadas farão toda a diferença ao longo da sua caminhada para se tornar um empreendedor de sucesso.

Gostou das dicas? Lembrou de uma que não foi abordada aqui? Deixe-me saber nos comentários 😉.