Empreendedorismo

9 Formas “Simples” de Testar a Sua Ideia de Negócio

Todo empreendimento ou negócio começa com uma ideia. Essa ideia pode ser tão simples como abrir uma loja de vendas de produtos de primeira necessidade, ou tão complexa como criar uma nova empresa de biotecnologia. De qualquer forma, o seu sucesso depende da força da sua ideia, o quão bem ela se encaixa consigo, o…

Todo empreendimento ou negócio começa com uma ideia.

Essa ideia pode ser tão simples como abrir uma loja de vendas de produtos de primeira necessidade, ou tão complexa como criar uma nova empresa de biotecnologia.

De qualquer forma, o seu sucesso depende da força da sua ideia, o quão bem ela se encaixa consigo, o quão bem você é capaz de planejar uma estratégia de sucesso, e quais recursos você precisará.

Começar um negócio próprio tem sido o sonho de muitos angolanos.
Devido a crise que o país tem atrevessado nos últimos três anos , a falta de emprego e a dificuldade de acesso a cargos públicos, criar o próprio negócio tem sido o foco principal de muitos jovens adultos, com vontade de empreender e sede de alcançar o sucesso.


Maioritariamente, o surgimento de mais pessoas com interesse profundo em empreender, apenas traz consigo benefícios para o país, impulsionando a economia, gerando empregos, e até traz consigo o interesse de investidores estrangeiros, dando mais poder e valor a moeda nacional.

Você pode facilmente se empolgar ao longo da excitação quando você tem uma nova ideia de negócio. Infelizmente, a sua ideia de negócio pode não ser tão boa como você pensa.

Uma vez que atinge a realidade do mercado, pode revelar-se uma má ideia.

Avaliar a sua ideia com antecedência pode ajudar a separar o que pode funcionar do que provavelmente não vá funcionar.

Para evitar o fracasso é importante primeiro testar qualquer ideia com potencial de funcionar.

“Testar” é a melhor forma de se recolher detalhes, feedback e caracterizar o que quer que seja.

Os resultados de qualquer teste devem sempre ser analisados com cautela, transparência e exactidão, embora a interpretação dos resultados possa variar de pessoa para pessoa, é importante deixarmos que as estatísticas falem mais alto, como diz o velho ditado americano “Numbers don’t lie.”

É através de testes, tentativa e erro que a ciência tem cada vez mais avançado, que a tecnologia tem se tornado cada vez melhor.

O principal motivo que leva muitos empreendedores a testar as suas ideias de negócio, é que, por meio de testes simples é possível descobrir se a sua ideia de negócio, sua ideia de produto ou ideia de serviço tem futuro, ou seja, se existem pessoas interessadas no que você pretende oferecer, e o melhor de tudo, antes mesmo de você investir o seu dinheiro e o seu tempo.

“Maldito é o homem que testa a profundidade do rio com ambos os pés, teste apenas com um, e se possível use uma vara para tal”.

Se você está interessado em usar uma vara para testar a profundidade do rio ao invés dos pés, é exactamente o que vamos tratar hoje, “como testar uma ideia de negócio” usando 9 simples formas de medir a temperatura da sua ideia de negócio, antes de investir um único cêntimo.

Para começar, faça a você mesmo as seguintes perguntas:

1– Este negócio é algo que sou capaz de fazer?

Handsome african american guy looking away and thinking

Para a maioria dos empreendedores bem sucedidos, dirigir a própria empresa é mais do que um simples trabalho — é uma paixão e ocupação integral.

Pessoas bem sucedidas acreditam de verdade nas suas ideias, se importam bastante com o produto ou serviço que oferecem, e amam o que fazem mesmo nos tempos mais difíceis.

Tire um momento para pensar sobre transformar a sua ideia em um negócio. É algo que você pretende fazer de coração? É algo com que você se importa de verdade? É algo em que você está disposto a investir o seu tempo?

Se você respondei com um entusiástico “sim!” a todas as perguntas, continue, se não, talvez você deva repensar a sua ideia de negócio até encontrar uma ideia que acelere o seu batimento cardíaco sempre que você pensa nela.

“Genialidade é 1% inspiração e 99% transpiração”.

A sua ideia de negócio é simplesmente uma inspiração, mas você tem o que é preciso para fazer o trabalho duro e transformar a sua inspiração em realidade? Você tem os recursos, conexões, habilidades e experiência para transformar a sua ideia numa história de sucesso? E se você não tem tudo o que é necessário para fazer o trabalho, você tem o conhecimento e recursos para montar uma equipe que seja capaz?

2 — A minha ideia de negócio atende a alguma necessidade ou resolve algum problema?

African Businessman Thinking

Clientes gastam dinheiro porque acreditam que, o que compram pode resolver os seus problemas, cumprir com as suas necessidades ou satisfazer os seus desejos.

Se a sua ideia de negócio não tenciona resolver um problema real, necessidade ou desejo, transformá-la num negócio lucrativo e duradouro será ainda mais difícil, porque em vez de apresentar o seu produto como a melhor solução para as necessidades existentes, você primeiro terá de criar uma sensação de necessidade, só então poderá apresentar o seu produto ou serviço como a solução ideal.

3 — Quais produtos ou serviços parecidos ao que pretendo oferecer estão disponíveis no mercado?

Como diz o velho ditado “Não há nada de novo sob o sol”. A combinação e refinação de ideias existentes geram maior parte das novas ideias de negócio.

Conforme você for avaliando a sua ideia de negócio, pense nos produtos e serviços que já se encontram no mercado, e em seguida faça uma pergunta difícil a você mesmo: de que formas é que o meu negócio será melhor?

4 — Quão rápido a minha ideia de negócio gerará lucro?

Hourglass time passing

Curiosamente, esta simples pergunta é provavelmente a mais negligenciada por empreendedores iniciantes, talvez por ser uma das mais difíceis de se responder.

Agora vamos para as técnicas práticas que você pode utilizar para testar a sua ideia de negócio:

1 –Divulgue o serviço ou produtos em sites de anúncios gratuitos

Use sites existentes e divulgue o serviço ou produtos em sites de anúncios gratuitos como o olx, ou grupos do facebook.

Por exemplo: se você pretende começar um serviço de aluguer de câmaras fotográficas, antes de comprar a câmara, você pode criar um anúncio gratuito no olx descrevendo o serviço, e com base no número de solicitações durante um período de 30 dias, você terá noção se vale a pena investir no negócio, ou se na área em que você vive não há muita procura por câmaras fotográficas ou de filmar.

2— Crie uma página na internet sobre o seu serviço ou produto

Login password on a laptop screen. Internet security concept.

Crie uma página (website) na internet sobre o seu serviço ou produto, que permita que as pessoas interessadas se cadastrem. Esta é uma outra forma de testar o interesse das pessoas pelo serviço ou produto que você pretende oferecer.

Utilizando esta técnica você não só avalia o interesse, como também acaba tendo o contacto daqueles que possivelmente serão os seus primeiros clientes.

3 — Grave um vídeo mostrando como funciona o serviço ou produto

Mother and daughter cooking in the kitchen
Mother and daughter cooking in the kitchen

Esta técnica foi utilizada pelo fundador do dropbox. O dropbox é um serviço de compartilhamento de arquivos pela internet, tal como o mediafire.

Em 2007, antes mesmo do dropbox ser uma empresa propriamente dita, o seu fundador, Drew Houston, já era usuário de serviços de compartilhamento de arquivo, mas estava insatisfeito com o serviço disponibilizado naquela época.

Ele tinha algumas ideias relacionadas a uma nova forma de se oferecer esse serviço, que facilitaria a vida das pessoas quando elas quisessem compartilhar os seus arquivos.

Mas antes de partir para criar qualquer coisa, ele criou um video mostrando exactamente o que o dropbox faria.

Então ele pediu as pessoas interessadas em saber mais sobre aquele novo serviço que se cadastrassem para receberem mais informações.

O video que ele criou era muitos simples, e um dia depois de ter publicado o video ele tinha mais de 50,000 pessoas interessadas nesse serviço, e aquilo que ele havia mostrado no vídeo ainda não havia sido desenvolvido.

Essa técnica permitiu que o Houston descobrisse duas coisas:

1º Existiam milhares de pessoas interessadas no serviço que ele pensou em desenvolver, ou seja, se ele conseguisse implementar, muita gente usaria o serviço.

2º Ele não precisou gastar nenhum cêntimo para constatar isso, e descobriu que se investisse o seu tempo naquela ideia, provavelmente teria retorno.

4 — Faça pesquisas e recolha feedback

Service evaluation concept

Faça pesquisas online e recolha opiniões sobre o serviço ou produto que você pretende oferecer.

Use formulários gratuitos como o google forms.

Se o resultado da pesquisa online não for positivo, tente offline, imprima os mesmos formulários, vá para as ruas e peça um minuto das pessoas para preencherem os formulários.

5— Desenvolva um P.M.V, Produto Mínimo Viável (M.V.P, Minimum Viable Product, na sigla em inglês)

A tecnologia avançou a um estágio que permite que você crie um produto que você pode testar, antes de você procurar um financiamento ou investir com a sua economia pessoal.

Para começar, você vai precisar criar um produto mínimo ou serviço que permitirá a você atrair usuários ou clientes, em seguida observar como eles interagem com a sua ideia.

O objectivo é gastar o mínimo possível para começar a receber feedback de utilizadores.

O autor do livro “Startup Enxuta”, Eric Ries define MVP como “ uma versão de um produto que permite recolher o máximo de validações e aprendizado sobre o consumidor com o mínimo de esforço possível.

No desenvolvimento de “Apps Mobile” o seu produto mínimo viável deve incluir o recurso ou recursos necessários para resolver um problema central para um conjunto de usuários.

O objetivo do produto mínimo viável é fornecer valor imediato, minimizando os custos de desenvolvimento e usando dados para aprender o que os usuários querem e precisam.

O método MVP enxuto permite que você lance um produto que pode ser aprimorado continuamente à medida que você valida (ou invalida) suposições, aprende o que os usuários realmente querem e constrói futuras iterações do seu aplicativo que melhor atendem seus clientes.

O objetivo é fornecer valor imediato, rapidamente, minimizando os custos de desenvolvimento.

Bom, estás são as técnicas mais utilizada para se testar uma ideia de negócio, lembrou de mais alguma? Deixe-me saber nos comentários.

Conclusão

Infelizmente, não há uma maneira definitiva de saber se, um negócio será bem-sucedido.

Embora seja preciso um planejamento cuidadoso, a estratégia de marketing correta e capital suficiente para se ter uma ideia, toda história de cada startup é diferente.

Quando se trata disso, lembre-se : “se você lançar uma oferta de qualidade que resolva um problema e reflita suas paixões, poderá criar um negócio lucrativo”.

O que achou deste artigo? Deixe a sua opinião nos comentários.